Atentados suicidas em Cabul deixam 7 soldados mortos e 3 feridos

  • Por Agencia EFE
  • 01/10/2014 01h56

Nova Délhi, 1 out (EFE).- Pelo menos sete soldados morreram e três ficaram feridos nesta quarta-feira em dois atentados suicidas contra veículos militares cometidos por talibãs em Cabul, capital do Afeganistão, informaram fontes oficiais.

Um dos ataques ocorreu no começo da manhã em Karta Char, em frente à Faculdade de Engenharia, quando um suicida explodiu as bombas que carregava na passagem de um ônibus das forças militares, disse o porta-voz da polícia Farid Afzal à agência local AIP. Sete soldados morreram na explosão, de acordo com a fonte.

O segundo atentado ocorreu em Deh Sabz, nos arredores da cidade, em uma ação similar, que deixou três feridos, afirmou o vice-ministro do Interior, Muhammad Ayoub Salangi.

Os talibãs reivindicaram a autoria dos atentados em suas contas no Twitter.

O novo presidente do Afeganistão, Ashraf Gani, tomou posse há dois dias. E nesta terça-feira foi assinado um Acordo de Segurança entre o país asiático e os Estados Unidos.

O pacto prevê a presença no Afeganistão de 9.800 soldados dos Estados Unidos até o final de 2015. Este número se reduzirá progressivamente até o mínimo necessário para operações de segurança e trabalhos diplomáticas até 2016.

Os atentados suicidas são, ao lado dos artefatos explosivos improvisados, os métodos mais recorrentes dos talibãs para atacar as forças afegãs e internacionais, embora na prática causem um elevado número de vítimas civis.

O Afeganistão atravessa uma de seus períodos mais sangrentos depois de no ano passado as forças locais assumirem a responsabilidade pela segurança local após a retirada paulatina da Isaf, que culminará definitivamente no final de 2014. EFE