Atirador que fez reféns em cinema alemão é morto pela polícia

  • Por Jovem Pan com agências
  • 23/06/2016 12h27
VIE010. VIERNHEIM (ALEMANIA), 23/06/2016.- Efectivos de uan unidad de las fuerzas especiales vigilan la entrada de un multicine de Viernheim, suroeste de Alemania, el 23 de junio del 2016, donde un hombre armado se atrincheró. La policía abatió al asaltante y ninguna persona resultó herida. EFE/Boris RoesslerForças de segurança alemãs cercaram o shopping logo depois de o homem realizar o ataque e se esconder

A polícia abateu um homem que entrou atirando quatro vezes para o alto e fez reféns em um cinema de Viernheim, na Alemanha, nesta quinta-feira (23), de acordo com a mídia alemã. O jornal “Bild” aponta que 25 pessoas foram atingidas pelo uso de gás lacrimogêneo no momento do resgate das vítimas. Os outros reféns foram resgatados ilesos pela polícia. A polícia alemã confirma que não há feridos entre os frequentadores do cinema, informa a agência EFE.

Forças especiais alemãs se deslocaram rapidamente ao local do ataque. A polícia atirou e matou o homem armado, que tentava se esconder após realizar a investida.

Ainda não estava claro se o ataque se deu por motivações políticas, ideológicas, ou foi uma tentativa de assalto frustrada, de acordo com o Frankfurter Allgemeine. De acordo com as primeiras investigações, o autor da ação é um homem “desequilibrado” e que atuou sem motivações terroristas.

O homem que fez reféns entrou mascarado no cinema por volta das 15h no horário local (10h no horário de Brasília), com uma “arma de longo alcance” em mãos e um cinto de cartuchos no ombro de acordo com o “Bild”. Ele teria dado quatro tiros para o alto. Viernheim está na parte oeste do país europeu, perto de Frankfurt.

Forças especiais da polícia alemã rodearam o local pouco depois da chegada do homem e estabeleceram um perímetro de segurança. O homem se refugiou no interior do cinema com reféns.

“O homem dava impressão de estar desconcertado e foi abatido pela polícia porque estava rodeado de reféns. Não tenho conhecimento de terceiros afetados”, disse o ministro de Interior de Hesse, rebatendo as informações de que havia vários feridos no incidente.

A correspondente da rede americana CNN na Alemanha diz que o medo da população local é que o caso seja um eventual ataque terrorista.

O cinema atacado é parte de um shopping center maior (complexo Kinopolis), que abriga mais de 100 comércios e recebe 20 mil pessoas diariamente, de acordo com o site do estabelecimento.

A CNN lembra alguns casos de tiroteio em massa na Alemanha, apesar de esse ser um acontecimento raro no país. Em 2002, um homem abriu fogo contra uma escola de Ensono Médio e matou 16 pessoas em Erfurt. Em 2009, um homem vestido de roupas militares matou 15 pessoas.

Com informações da agência EFE