Ato de índios por demarcação de terra acaba em confronto em Brasília

  • Por Jovem Pan
  • 25/04/2017 17h52
DF - MANIFESTAÇÃO/ÍNDIOS/BRASÍLIA - POLÍTICA - A Polícia Legislativa usou bombas de gás para dispersar uma manifestação de índios em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, nesta terça-feira, 25. O grupo está na capital federal para protestar contra o governo do presidente Michel Temer e reivindicar o avanço na demarcação de terras indígenas. Por volta das 15h30, os índios desceram correndo o gramado em frente ao Congresso e foram impedidos por policiais da Tropa de Choque de acessar a entrada que dá acesso à Câmara e ao Senado. Mais numerosos, porém, eles conseguiram furar o bloqueio e começaram a pular dentro do espelho-d'água. Caixões de papel foram jogados no gramado e no espelho-d'água. 25/04/2017 - Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDOManifestação de índios por demarcação de terra tem confronto com policiais - AE

Índios que estavam acampados em Brasília fecharam a Esplanada dos Ministérios e entraram em confronto com a polícia em uma marcha até o Congresso Nacional. Os indígenas se manifestavam por “mais respeito à natureza e à demarcação de terras”.

No confronto com a Tropa de Choque, os índios atiraram flechas enquanto a PM respondeu com bombas de gás, balas de borracha e spray de pimenta. Segundo as informações da Polícia Militar, cerca de 2 mil indígenas participaram do protesto. A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), responsáveis pelo ato, falam em 3,4 mil.

Em um determinado momento da manifestação, ambos os sentidos da Esplanada ficaram interditados.