Atos de violência no Iraque deixam pelo menos 10 mortos

  • Por Agencia EFE
  • 02/01/2014 19h59

Bagdá, 2 jan (EFE).- Pelo menos 10 pessoas, entre elas quatro soldados, morreram e outras 28 ficaram feridas em vários atos de violência ocorridos nesta quinta-feira no Iraque, onde outras 15 pessoas perderam a vida em um atentado com caminhão-bomba, informou à Agência Efe uma fonte do Ministério do Interior.

A mesma fonte explicou que em um tiroteio entre o Exército e um grupo armado perto de um posto de controle, próximo da cidade de Samarra, morreram dois soldados e três atacantes.

O fato foi iniciado quando o grupo armado atacou o posto militar, onde cinco soldados ficaram feridos.

Por outro lado, dois militares morreram e outros seis ficaram feridos em um ataque similar na zona de Al Latifiya, no sul de Bagdá.

Além disso, um civil faleceu e outros nove sofreram lesões pela explosão de uma bomba no mesmo bairro.

A fonte acrescentou que um civil morreu e outros cinco ficaram feridos após a explosão de outra bomba dentro de um microônibus na zona de Al Shaab, no nordeste da capital.

Enquanto isso, um homem armado morreu durante os choques com as forças de segurança que cuidavam de um posto de controle na zona de Hamam al Alil, capital provincial de Ninawa.

Por outra lado, dois agentes e um civil ficaram feridos pela explosão de uma bomba durante a passagem de uma patrulha da Polícia na zona de Bahraz, ao nordeste de Bagdá.

Hoje mesmo, pelo menos 15 pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas com a explosão de um caminhão-bomba na zona de Baladruz.

Na sexta-feira, um total de 38 pessoas morreram e 70 ficaram feridas em uma série de atentados no bairro de Al-Doura, no sul de Bagdá, com 27 mortas pela explosão de um carro-bomba contra uma igreja durante a realização da missa do Natal.

O Iraque sofre um aumento da violência confessional e dos atentados terroristas, que causaram durante 2013 a morte de 8.868 pessoas, dos quais 7.818 eram civis, segundo números da ONU. EFE