Atos violentos em Roma terminam com seis detidos e um ferido em estado grave

  • Por Agencia EFE
  • 12/04/2014 16h04

Roma, 12 abr (EFE).- Quatro pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave, nos enfrentamentos ocorridos em Roma depois que um grupo de manifestantes, que reivindicavam o direito à moradia, lançaram garrafas e pedras contra a polícia.

“Por enquanto há seis detidos e quatro feridos, um em estado grave, nos enfrentamentos violentos que estão ocorrendo na Via Veneto, Piazza Barberini e Via del Tritone de Roma”, informou o Ministério do Interior.

“O ferido em estado grave é um homem, de entre 45 e 50 anos, que perdeu alguns dedos por causa da explosão de fogos de artifício que estava a ponto de lançar”, segundo meios de comunicação italianos.

Esta informação, no entanto, não foi nem confirmada nem desmentida pelo Ministério do Interior.

“O ministro do Interior, Angelino Alfano, está em permanente contato com o chefe da Polícia, Alessandro Pansa”, informou o Ministério em comunicado enviado aos meios de comunicação.

A manifestação começou de maneira pacífica contra os cortes do governo de Matteo Renzi e pelo direito à moradia, mas um grupo de manifestantes encapuzados se separaram da manifestação e começaram a lançar ovos, garrafas e pedras contra a polícia .

A polícia estava desdobrada em Via Vêneto, contra o Ministério do Trabalho e Política Social e, depois das primeiras ações violentas, respondeu com o lançamento de gás lacrimogêneo e a detenção de algumas pessoas.

Também ocorreram episódios violentos na Via XX Settembre, rua na qual se encontra o Ministério da Economia e Finanças, onde outro grupo jogou ovos, garrafas e laranjas nos agentes. EFE