Auschwitz apela por um “futuro de respeito, paz e encontro”, afirma o papa

  • Por Agencia EFE
  • 27/01/2015 11h10

Cidade do Vaticano, 27 jan (EFE).- O papa Francisco afirmou nesta terça-feira que o campo de extermínio de Auschwitz, cuja libertação completa 70 anos, apela para “um futuro de respeito, de paz e de encontro entre os povos”.

“Auschwitz é um grito de dor que, nesse grande sofrimento, está pedindo um futuro de respeito, de paz e de encontro entre os povos”, disse o pontífice em mensagem publicada em seu perfil oficial no Twitter.

O bispo de Roma quis lembrar desta maneira as vítimas de um dos campos de extermínio mais importantes do Holocausto nazista, pois nele foram assassinadas mais de um milhão de pessoas. EFE