Autoridades do estado de Jonglei, no Sudão do Sul, recuperam instituições

  • Por Agencia EFE
  • 17/02/2014 11h22

Juba, 17 fev (EFE).- As autoridades do estado de Jonglei, no Sudão do Sul, recuperaram suas funções nas sedes de trabalho que abandonaram pelos confrontos na região em dezembro de 2013, confirmou à Agência Efe o chefe do Conselho Legislativo de Jonglei, Peter Chol Wall.

Durante esse tempo, as autoridades trabalharam de Juba, capital do Sudão do Sul, afirmou Wall.

O diretor estadual acrescentou que um comitê de campo se encarregou de fazer uma apuração de perdas e destruições, e uma avaliação íntegra da situação para recuperar a normalidade na cidade de Bor, capital do estado, e em outras quatro províncias.

Além disso, Wall convidou os sul-sudaneses de Jonglei residentes no exterior a ajudar seus conterrâneos afetados.

“Queremos desenvolver o Estado após a destruição de suas instituições, escritórios e igrejas e, daí, construir uma nova base de governo em Jonglei”, disse Wall.

O chefe do Conselho sul-sudanês assinalou que há cidadãos já começaram a voltar a suas cidades, embora tenha admitido que “a destruição que houve na cidade não atrai a ninguém”.

Por sua vez, o governador do estado de Unidade, Joseph Monytuil, confirmou a melhoria da situação de segurança em seu estado, em um momento em que as autoridades incitam o povo a voltar para seus bairros.

Em declaração à Efe por telefone, Monytuil confirmou que as escolas abrirão amanhã e que os professores estão dispostos dar aulas, e acrescentou que o mercado principal de Bentio, capital do estado, retomou suas atividades. EFE