Avalanche humana durante ação de caridade em Bangladesh mata 23 pessoas

  • Por Agencia EFE
  • 10/07/2015 04h28

(Eleva número de mortos e acrescenta novos detalhes).

Daca, 10 jul (EFE).- Ao menos 23 pessoas morreram e outras 24 ficaram feridas em uma avalanche humana ocorrida nesta sexta-feira durante uma ação de caridade organizada por um empresário no norte de Bangladesh devido ao mês sagrado muçulmano do Ramadã, informaram à Agência Efe fontes oficiais.

A tragédia ocorreu por volta das 5h locais (20h de quinta-feira em Brasília) em frente à residência do proprietário de uma tabacaria de Mymensingh, cidade a 132 quilômetros ao norte de Daca, de acordo com as fontes consultadas pela Efe.

Cerca de mil pessoas tinham se reunido após o “sehri”, almoço anterior ao jejum durante o Ramadã, para ganhar roupas distribuídas pelo empresário, uma caridade da qual estão obrigados todos os muçulmanos com capacidade de fazer doações.

“A última apuração indica 23 mortos e quatro pessoas feridas que seguem no hospital”, disse à Efe Mohammed Qamrul, oficial de polícia responsável pelo bairro de Kotwali, onde ocorreu a tragédia.

Outras 20 pessoas receberam atendimento no local, segundo as autoridades, que realizaram oito prisões, entre elas a do empresário que organizou a ação de caridade, Shamin Talukder.

“Não há problema com ele. É um mero trâmite burocrático para investigar o que ocorreu. Shamin é uma das pessoas ricas da cidade que a cada Ramadã fazem esse tipo de distribuição”, disse Qamrul.

Segundo o superintendente da polícia de Mymensingh, Moinul Haq, a rua da casa do empresário era muito estreita e a porta de acesso ao local estava parcialmente bloqueada.

“As pessoas se avançaram e assim ocorreu a tragédia”, explicou.

As avalanches humanas são frequentes no sul da Ásia, onde ocorrem muitas concentrações maciças de pessoas, especialmente durante a realização de eventos festivos religiosos. EFE