Bachelet decreta estado de exceção em área afetada por erupção de vulcão

  • Por Agencia EFE
  • 22/04/2015 23h52

Santiago do Chile, 22 abr (EFE).- A presidente do Chile, Michelle Bachelet, decretou estado de exceção por catástrofe na província de Llanquihue e no município de Puerto Octay, após a erupção nesta quarta-feira do vulcão Calbuco, situado 1.000 quilômetros ao sul de Santiago.

Esta decisão permite às forças armadas e de ordem se desdobrarem em terreno e tomarem o controle da situação, além de colaborar nos trabalhos de evacuação das pessoas que habitam em uma área de 20 quilômetros ao redor do maciço montanhoso, considerada como “zona de exclusão imediata”.

A inesperada erupção do Calbuco, 43 anos depois da última vez, representa uma “alta ameaça para a população”, motivo pelo qual as autoridades decretaram alerta vermelho nas localidades de Puerto Varas e Puerto Montt.

Mais de 1.500 pessoas já estão sendo desalojadas das cidades de Ensenada, Alerce, Colonia Río Sur e Correntoso, na região dos Lagos, cerca de mil quilômetros ao sul de Santiago, informou o Ministério do Interior.

Na zona de evacuação vivem mais de 60.000 pessoas, às quais o ministro do Interior, Rodrigo Peñailillo, pediu para afastar-se do vulcão e a tomar “todas as medidas preventivas para resguardar sua segurança”.

Por sua vez, ogoverno da cidade argentina de Bariloche convocou hoje um comitê de emergência pela erupção do vulcão chileno, cujas cinzas devem cair nas próximas horas em território argentino.

“Pela velocidade e direção do vento se calcula a chegada de cinza vulcânica a Bariloche e à região nas próximas horas”, informou o governo de Bariloche em seu site.

Relatórios do Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin) davam conta de um aumento da sismicidade desde o último dia 19, apesar de não haver informes de atividade vulcânica desde 27 de maio do ano passado.

Embora não entrasse em erupção desde 1972, os geólogos consideram o Cabulco perigoso devido a seu potencial destrutivo.

Esse vulcão está situado muito perto do Villarrica, que entrou em erupção no último dia 3 de março, ocasião na qual foi preciso evacuar quase 4.000 pessoas.

O Calbuco, no entanto, é um vulcão muito mais potente que o Villarrica, já que ocupa o posto 3 de 90 na escala de vulcões chilenos. EFE