Barril do Texas fecha em baixa de 1,81%

  • Por Agencia EFE
  • 01/04/2014 17h03

Nova York, 1 abr (EFE).- O Petróleo Intermediário do Texas (WTI) fechou nesta terça-feira em queda de 1,81%, cotado a US$ 99,74 dólares o barril, e quebrou a barreiras dos US$ 100, após a divulgação de um dado que reflete uma redução da atividade industrial na China.

No fechamento do segundo pregão da semana na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do petróleo para entrega em maio, os mais próximos do vencimento, caíram US$ 1,84 em relação ao fechamento de ontem.

O chamado “ouro negro” caiu com força no meio das dúvidas por trás do último relatório sobre a atividade industrial na China e de seu impacto na demanda de petróleo, já que, junto aos EUA, o gigante asiático é o maior consumidor energético do mundo.

A atividade do setor manufatureiro da China se recuperou ligeiramente em março, após ter caído durante os três meses anteriores, sendo que o mês de fevereiro registrou o nível mais baixo em oito meses.

Embora o indicador tenha se situado acima desse umbral durante o último ano, as constantes quedas iniciadas no ano passado semearam a dúvida entre os analistas de que a desaceleração da economia chinesa seja mais forte que a esperada.

Por sua parte, os contratos de gás natural para entrega em maio caíram US$ 0,10, para US$ 4,37 por cada mil pés cúbicos (3,78 litros).

Já os contratos de gasolina para entrega em maio, que a partir de hoje se tomam como referência, desceram US$ 0,6 para US$ 2,66 por galão.

Finalmente, os contratos de combustível para calefação para entrega em maio, também de referência a partir de hoje, caíram US$ 0,4, para US$ 2,88 o galão. EFE