BCE mantém taxas de juros no mínimo histórico de 0,05%

  • Por Agencia EFE
  • 16/07/2015 10h04

Frankfurt (Alemanha), 16 jul (EFE).- O Banco Central Europeu (BCE) manteve nesta quinta-feira as taxas de juros na zona do euro no mínimo histórico de 0,05%, para impulsionar a inflação e a atividade econômica.

O BCE informou que o conselho de governo, reunido na sede central da entidade em Frankfurt, também decidiu manter a taxa de juros da facilidade marginal de crédito, à qual empresta dinheiro a um dia, em 0,30%.

Além disso, a entidade manteve a facilidade de depósito, que remunera depósitos overnight em bancos centrais nacionais aos bancos, em -0,20%, penalizando assim os que depositem dinheiro no BCE.

O Eurogrupo fechou hoje um princípio de acordo para desembolsar de maneira urgente 7 bilhões de euros para que a Grécia enfrente suas obrigações iminentes.

Os bancos gregos, há mais de duas semanas fechados, precisam que o BCE aumente o teto que podem pedir ao Banco da Grécia (banco central grego), que atualmente está em quase 89 bilhões de euros.

O BCE não assume a responsabilidade por esta quantidade, a não ser que o Banco da Grécia o faça.

Esta provisão de liquidez de emergência é mais cara que a que oferece o BCE em suas operações de refinanciamento ordinárias e custa 1,55%, juros que os bancos gregos pagam ao Banco da Grécia.

O BCE empresta em suas operações de refinanciamento, os leilões regulares, a 0,05%.

A Grécia mantém os controles de capital e os cidadãos do país só podem sacar 60 euros diários dos caixas automáticos. EFE

aia/ma