Bloqueio de estradas traz prejuízo de R$20,8 milhões por dia, diz associação

  • Por Reuters
  • 26/02/2015 15h54

Caminhoneiros protestam contra aumento do preço da gasolina e baixo preço do frete (Betim - MG EFE greve caminhoneiros

A Associação Brasileira de Logística e Transporte de Carga (ABTC) avalia em R$ 20,8 milhões por dia o prejuízo sofrido com o bloqueio de estradas por conta da greve dos caminhoneiros, em uma estimativa otimista, disse nesta quinta-feira.

As empresas mais afetadas foram as que realizam transporte de longa distância, embora todo o sistema tenha sido impactado, acrescentou, citando companhias como Transportadora Cometa, RS Transporte, Eclipse, Cimpor, Lima Transporte, White Martins, Lida Transporte e Copagas.

Segundo a ABTC, as empresas não estão encontrando formas de contornar o problema porque os corredores rodoviários principais são únicos e não dão lugar a opções.

“Uma saída relevante seria utilizar os modais ferroviário e aquaviário, entretanto esses não dispõem de malha de dimensão similar”, disse em nota à Reuters.

As estradas federais do Brasil registravam no final da manhã desta quinta-feira 91 bloqueios devido aos protestos de motoristas de caminhões, após o governo apresentar na véspera propostas para tentar encerrar o movimento grevista, que entra em seu nono dia.

(Por Priscila Jordão)