Bombardeios americanos no Iêmen matam 20 suspeitos de terrorismo

  • Por Agencia EFE
  • 04/11/2014 10h39

Sana, 4 nov (EFE).- Pelo menos 20 supostos membros da rede terrorista Al Qaeda morreram nesta segunda-feira em três bombardeios efetuados por aviões não tripulados americanos na província de Al Bayda, no centro do Iêmen.

Fontes de segurança informaram à Agência Efe que o maior ataque teve como alvo um caminhão no qual viajavam combatentes, perto da cidade de Yakla. Ao todo, dez pessoas morreram neste bombardeio na região situada ao nordeste da cidade de Rada, um reduto da Al Qaeda e, atualmente, palco de enfrentamentos entre jihadistas e rebeldes do movimento xiita dos houthis.

No segundo ataque aéreo, na mesma região, três supostos combatentes da Al Qaeda morreram. Eles estavam em um veículo quando foram atingidos.

Ainda nas proximidades de Yakla aconteceu o terceiro bombardeio, que causou a morte de, pelo menos, sete extremistas, que estavam em uma de suas posições.

Durante os últimos dois anos, os Estados Unidos intensificaram os ataques com aviões não tripulados contra os membros da Al Qaeda no centro, no sul e no leste do Iêmen. As autoridades americanas sustentam que a organização Al Qaeda na Península Arábica, com base no Iêmen, é um dos braços mais perigosos e ativos da rede terrorista. EFE