Bombardeios contra reduto jihadista na Síria matam 31 pessoas

  • Por Agencia EFE
  • 06/09/2014 12h43

Beirute, 6 set (EFE).- Pelo menos 31 pessoas morreram neste sábado em bombardeios da aviação do regime de Bashar al Assad contra vários pontos da cidade de Al Raqqah, reduto do Estado Islâmico (EI) no norte da Síria, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Vinte e cinco das vítimas – 12 civis, nove combatentes do EI e quatro pessoas de identidade desconhecida – morreram em um ataque aéreo contra uma padaria da cidade, capital da província homônima, denunciou a ONG.

Um ataque similar foi registrado contra um centro de treinamento da organização extremista na cidade, no qual pelo menos seis membros do EI morreram.

O Observatório afirmou que a aviação síria também teve como alvo os edifícios do antigo Departamento de Finanças local, que o EI usava como tribunal religioso; e o do Departamento da Construção, e mais dois campos de treinamento de combatentes.

Por sua parte, a agência de notícias oficial “Sana” disse que unidades do exército mataram hoje “um grande número de membros do EI” em diversas áreas de Al Raqqah em várias operações, que destruíram arsenais de armas e munição da organização.

Al Raqqah é o principal reduto do EI no território sírio, onde em junho o grupo declarou um califado que abrange também partes do Iraque. EFE