Bombardeios do regime sírio em Palmira causam 26 mortes

  • Por Agencia EFE
  • 19/09/2015 08h40

Cairo, 19 set (EFE).- Os bombardeios realizados ontem pela aviação do exército regular da Síria contra a cidade de Palmira deixaram 26 mortos, 14 deles civis e os outros 12 militantes do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), informou neste sábado o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Em comunicado, o OSDH garantiu que os ataques aéreos também deixaram dezenas de feridos e que o número de mortes pode aumentar, pois alguns dos atingidos sofreram ferimentos de graves.

O OSDH já havia informado ontem que aviões militares tinham lançado 25 ataques aéreos em Palmira, a cidade histórica que é controlada pelo EI desde 20 de maio. No entanto, a ONG tinha relatado que desconhecia o número de baixas entre os jihadistas.

Localizada no leste da província de Homs, Palmira foi um dos centros culturais mais importantes do mundo antigo, durante os séculos I e II d.C., e ponto de encontro das caravanas na Rota da Seda, que atravessavam o árido deserto do centro da Síria.

Antes do início da guerra civil síria, em março de 2011, suas ruínas eram uma das principais atrações turísticas do país árabe e da região. EFE