Bombardeios em Palmira e outras áreas da Síria causam morte de 38 terroristas

  • Por Agencia EFE
  • 22/09/2015 11h21

Beirute, 22 set (EFE).- Pelo menos 38 integrantes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram nas últimas 24 horas durante os bombardeios de aviões de guerra na cidade monumental de Palmira e em outras áreas do leste da província de Homs, no centro da Síria, informaram nesta terça-feira ativistas do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A ONG não detalhou se foram bombardeios da coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, ou do exército leal ao presidente Bashar al Assad.

Além de Palmira, que está sob controle do EI desde 20 de maio, houve ataques aéreos nas localidades de Al Qariatain, Al Sujna e outras áreas dos arredores controladas pelos jihadistas.

Os radicais conseguiram tomar o controle de amplas partes do leste da província de Homs, que faz fronteira com o Iraque, em maio.

As ruínas greco-romanas de Palmira são um dos seis locais sírios presentes na lista do Patrimônio da Humanidade da Unesco. EFE