Bovespa sobe 4,76% e tem maior alta porcentual desde novembro de 2014

  • Por Agência Estado
  • 03/11/2015 18h18
Marcos Santos/USP Imagens Economia

O primeiro pregão de novembro nesta terça-feira, 3, foi de fortes ganhos no mercado brasileiro de ações, que operou embalado pelo desempenho positivo das bolsas internacionais, balanços corporativos e pela forte presença de investidores estrangeiros atuando na compra. O Índice Bovespa terminou o dia em 48.053,66 pontos, com alta de 4,76%, a maior desde 21 de novembro de 2014. 

Um dos motivos para a escalada da Bovespa foi a forte alta das bolsas internacionais na segunda-feira, que inflaram também os ADRs das empresas brasileiras na bolsa de Nova York. Devido ao feriado de Finados no Brasil, as ações se ajustaram hoje às altas da véspera. A divulgação de informações corporativas fez diversas ações se destacarem, como foi o caso de Hypermarcas, CSN e Itaú Unibanco. 

Com valorização de 21,14%, Hypermarcas ON liderou as altas do Ibovespa. As ações refletiram a notícia da venda da divisão de cosméticos para a gigante francesa Coty, e o aumento da recomendação das ações da empresa pelos bancos. Já CSN ON disparou 16,59%, influenciada principalmente pelo ajuste aos preços dos ADRs, que haviam subido na véspera em meio ao otimismo com dados melhores da indústria dos EUA e da Europa. 

Itaú Unibanco PN (+6,42%) e BR Malls (+7,14%) refletiram os números positivos do terceiro trimestre de 2015. Já Cetip ON (+8,36%) e BM&FBovespa ON (+8,77%) subiram com a expectativa de fusão entre as duas instituições. As ações da Petrobras se beneficiaram da alta do petróleo e dispararam 12,58% (ON) e 9,99% (PN).