Brasil desmata área equivalente a Israel a cada 4 anos, segundo OCDE

  • Por Jovem Pan
  • 04/11/2015 15h30
Desmatamento na Amazônia - floresta amazônica - amazonas

O relatório da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) divulgado nesta quarta-feira (04) indicou que o Brasil desmata uma área equivalente a tamanho de Israel a cada quatro anos.

A Organização mostrou que o país tem a maior perda florestal mundial: 4.800 quilômetros quadrados. O documento ponderou, no entanto, que foram registrados avanços como a redução de extração ilegal de madeira e a melhora nos sistemas de controle.

A coordenadora da Fundação SOS Mata Atlântica, Malu Ribeiro, lamentou que as leis ambientais não sejam implementadas e cumpridas no Brasil.

“Nós temos leis extremamente positivas. Leis ambientais rigorosas e que deveriam coibir a extração ilegal, o desmatamento ilegal. mas estas leis não saem do papel. A não implementação do Cadastro Ambiental Rural, que é um item do novo Código Florestal, o próprio código, tudo isso fez com que nossos índices aumentassem drasticamente”, disse. A coordenadora avaliou ainda que o país vive um retrocesso.

O presidente do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental, Carlos Bocuhy, afirmou que a legislação não abrange todas as florestas nacionais. “Nós podemos verificar que o Brasil, detentor da maior quantidade de florestas tropicais do mundo, ainda tem uma área desprotegida pela lei de aproximadamente 1 milhão de quilômetros quadrados. Ou seja, quando a legislação brasileira foi aprovada, ela deixou esta área possível de desmatamento”, explicou.

O presidente do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental, Carlos Bocuhy, acrescentou que o desmatamento legal também precisa ser contido. A OCDE alertou que existe uma brecha entre a legislação adotada no Brasil e a implementação de fato das ações.

*Informações do repórter Thiago Uberreich