Brasil e Paraguai estão próximos de fechar acordo inédito no setor automotivo

  • Por Jovem Pan
  • 21/12/2015 10h50
GRAVATAÍ, SC - 10.06.2015: MONTADORA-DEMISSÕES - Pátio da General Motors na cidade de Gravataí, no Rio Grande do Sul. Funcionários da montadora e das empresas sistemistas ficarão parados entre os dias 15 e 28 de junho. (Foto: Leonidas Cardoso/Raw Image/Folhapress) Folhapress Pátio da General Motors na cidade de Gravataí

O Brasil espera selar acordo automotivo com o Paraguai no primeiro trimestre de 2016. O país vizinho é o único membro do bloco sul-americano com o qual o Brasil não tem relação comercial no setor. Segundo o ministério do Desenvolvimento, esse será um processo gradual de flexibilização. Os presidentes de ambos países deram sinal verde para as negociações, que já estão em curso.

Os paraguaios são abastecidos basicamente por carros usados, e com o desempenho favorável da economia pode se transformar em um consumidor de veículos feitos no Brasil. Em troca o Paraguai quer produzir autopeças a fim de atender o mercado brasileiro.

Vale ressaltar que com a Argentina, Colômbia e México, os acordos preveem a comercialização de automóveis e peças com tarifas zero, mas limitada a diferentes tipos de acordo.

O trato automotivo com a Argentina vence em junho de 2016 e o governo espera renovar o mais rapidamente, porém com ajustes e ampliação das regras de troca. Os argentinos são os maiores importadores de carros do Brasil.

Com informações do repórter JP Daniel Lian