Brasil terá colheita recorde de 193,2 milhões de toneladas este ano

  • Por Agencia EFE
  • 07/08/2014 12h21

São Paulo, 7 ago (EFE).- O Brasil terá este ano uma colheita recorde de 193,2 milhões de toneladas de grãos, um número 2,6% maior que a de 2013, quando atingiu 188,2 milhões de toneladas, segundo uma projeção divulgada nesta quinta-feira pelo Governo.

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas prevista para este ano segundo os dados recolhidos no campo em julho será também 0,3% superior aos calculados em junho, quando os técnicos estimaram uma colheita de 192,5 milhões de toneladas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Além disso, o governo prevê que a área a ser colhida em 2014 será de 56,2 milhões de hectares, com um aumento de 6,4% em relação a 2013, quando foram 56,3 milhões de hectares, mas uma queda de 0,1% em relação ao previsto em junho, que era de 56,3 milhões de hectares.

Arroz, milho e soja, os maiores cultivos no Brasil, vão representar este ano pelo menos 91,1% da produção e 85% da superfície colhida.

A área destinada ao arroz aumentará 0,3% e a da soja 8,6%, enquanto a do milho cairá 0,7%.

Em relação à produção, o Governo prevê um aumento de 4,4% para o arroz, 6% para a soja e queda de 4,4% para o milho em relação a 2013.

Dos 26 produtos analisados pelo IBGE, 18 terão uma produção maior este ano, especialmente o feijão em primeira colheita (42,7%), o trigo (37,7%), o algodão (25,4%) e a cebola (7,9%).

Entre os produtos cuja produção será menor se destaca o amendoim em primeira colheita (19,3%) e o café arábico (13,1%).

O Brasil, maior produtor e exportador mundial de café, colherá este ano 2,7 milhões de toneladas segundo a previsão de julho, um número 0,2% menor em relação à oferecida no mês anterior. EFE