Ministério da Saúde confirma 3º caso de coronavírus; 4º aguarda contraprova

  • Por Jovem Pan
  • 04/03/2020 17h27 - Atualizado em 05/03/2020 09h01
Fernando Frazão/Agência BrasilPassageiros e funcionários circulam vestindo máscaras no Aeroporto Internacional Tom Jobim

Além de três casos confirmados de coronavírus na capital paulista, o Ministério da Saúde informou que há um quarto sendo investigado, também em São Paulo. O paciente confirmado é um homem, administrador de empresas, de 46 anos, de nacionalidade colombiana, residente em São Paulo. Ele foi atendido no hospital Albert Einstein.

“Ele está clinicamente bem. Já foi levantado em qual voo ele estava, e as pessoas próximas a ele já foram notificadas e serão monitoradas”, explicou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Já o quarto caso, que aguarda contraprova, é uma jovem de 13 anos. Ela foi ao Hospital Beneficência Portuguesa sem sintomas aparentes, apenas o critério objetivo de que havia viajado para as cidades de Lisboa, Milão e Dolomitas, todas na Europa.

Segundo Mandetta, a coleta feita pela menina foi “fora da curva”. “Os padrões de saúde pública continuam os mesmos, casos suspeitos somente quem tem sintomas. Não vamos fazer exames em todo mundo, uma loteria esportiva, para saber se alguém tem o vírus.”

No entanto, ele ressaltou que o vírus ainda pode estar no período de incubação, ou seja, que o quadro clínico ainda pode ser aberto. Também afirmou que a família e pessoas próximas a ela serão monitoradas.

Os outros dois casos confirmados são um homem de 61 anos e um de 32, que passam bem e seguem em isolamento. Eles não apresentaram problemas de saúde ou complicações decorrentes da doença nem foram registrados sinais e sintomas nas pessoas que convivem com eles.

Todos os casos são importados, ou seja, pessoas que foram contaminadas no exterior. Ainda não há evidências de circulação do vírus em território nacional.

O último balanço foi divulgado nesta quarta-feira (4) em coletiva da pasta e apontou que, no Brasil, há 531 casos suspeitos, sendo que 314 foram descartados.

Máscaras e aventais

O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, afirmou que provavelmente até sexta-feira (6) vão ocorrer as primeiras entregas de 16 itens de  proteção individual. “Em relação as máscaras e aventais, estamos em fase de negociação com as empresas. Em três semanas estarão entregues”, disse.