Dilma Rousseff terá acesso total ao inquérito-mãe da Lava Jato

A juíza federal Gabriela Hardt deu acesso integral ao inquérito que deu origem a Operação Lava Jato à ex-presidente Dilma Rousseff. A permissão para acessar os documentos é fruto de um pedido da defesa da ex-presidente.

  • Por Jovem Pan
  • 30/12/2018 10h44 - Atualizado em 30/12/2018 11h41
CRISTIANE MATTOS/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDODefesa da ex-presidente pediu acesso ao inquérito após Dilma Rousseff ser citada em delação premiada de Antonio Palocci, ex-ministro-chefe da Casa Civil

A juíza federal Gabriela Hardt deu acesso integral ao inquérito que deu origem a Operação Lava Jato à ex-presidente Dilma Rousseff. A permissão para acessar os documentos é fruto de um pedido da defesa da ex-presidente. A solicitação foi realizada em decorrência da citação de Dilma pelo ex-ministro-chefe da Casa Civil Antonio Palocci, em delação premiada.

O Ministério Público Federal se manifestou contrário à decisão, visando sigilo da investigação. Hardt, entretanto, pensa diferente. A juíza afirmou que não autorizou o “acesso a investigações sigilosas, a processos nos quais tramitam acordos de colaboração ou leniência e nem a processos nos quais há medidas cautelares e coercitivas pendentes”.

Além disso, a juíza ressaltou o “baixíssimo” sigilo dos autos do inquérito como uma das razões pelas quais liberou o acesso a defesa da ex-presidente. “Reputo razoável franquear acesso a sua defesa”, concluiu.