Acordo com União Europeia é renascer econômico do Brasil, diz general Heleno durante ato em Brasília

  • Por Jovem Pan
  • 30/06/2019 14h21
Marcos Corrêa/PRHeleno participou de ato pró-Lava jato em Brasília neste domingo (30)

Ao lado do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o chefe do gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Augusto Heleno, classificou o acordo assinado entre Mercosul e a União Europeia como um “renascer econômico” para o Brasil.

Em um carro de som, Heleno falou à multidão que participou do ato pró-Lava Jato neste domingo (30), em Brasília, sobre a recepção do presidente Jair Bolsonaro no G20.

“[Bolsonaro] foi recebido com todas as honras não só pelo governo japonês, mas por todos que estavam lá presente, incluindo o presidente Macron, a presidente Merkel, Trump e todos os outros dignatários dos países que estavam presentes”, declarou.

“Na hora do encerramento, soubemos da assinatura do acordo do Mercosul com a União Europeia, isso significa o renascer econômico do Brasil”, disse Heleno.

O acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia foi formalizado na sexta-feira (28) e o governo brasileiro já o classificou como “um marco histórico”, após mais de 20 anos de negociações. Além dos produtores, a expectativa é de que, a partir de agora, os consumidores brasileiros também sejam gradativamente beneficiados, tendo acesso a maior número de produtos a preços competitivos.

O secretário especial de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Marcos Troyjo, acredita que acaba a desvantagem do Brasil em relação a outros países que já haviam assinado acordos semelhantes. “Um dos efeitos que esperamos é o aumento significativo da corrente de comércio, o comércio exterior vai ficar mais importante para o Brasil”, afirmou.