Bolsonaro explica desistência em sediar COP-25: ‘Gastaria R$ 500 mi’

  • Por Jovem Pan
  • 15/12/2018 14h30 - Atualizado em 15/12/2018 14h35
Ernesto Rodrigues/Estadão ConteúdoBolsonaro aproveitou oportunidade para criticar jornal

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou neste sábado (15) que abriu mão de sediar a conferência climática da Organização das Nações Unidas (ONU) devido ao alto custo. Ele ainda criticou um jornal que publicou que o País teria “esnobado” o evento, posteriormente transferido para o Chile.

“Abrimos mão de sediar a conferência, pois custaria mais de R$ 500 milhões ao Brasil e seria realizada em breve, o que poderia constranger o futuro governo a adotar posições que requerem um tempo maior de análise e estudo”, escreveu em rede social.

Nesta manhã, o jornal O Estado de S. Paulo publicou nota que afirmava no título que o “Brasil esnobou” a conferência do clima. “O Estadão esnoba o bom jornalismo”, ironizou Bolsonaro.

A chamada COP-25 vai acontecer em 2019.