“Agora até fita sem perícia vale”, ironiza Gilmar Mendes durante julgamento no TSE

  • Por Jovem Pan
  • 09/06/2017 11h23
BRA101. BRASILIA (BRASIL), 08/06/2017 - El presidente del Tribunal Superior Electoral, Gilmar Mendes (c), participa hoy, jueves 8 de junio de 2017, en la apertura del tercer día del juicio por supuesta corrupción en la campaña presidencial que compartieron en 2014 la destituida Dilma Rousseff y el actual mandatario Michel Temer, en el Tribunal Superior Electoral, en Brasilia (Brasil). Esta tercera sesión lleva al proceso a su fase decisiva, pues servirá para terminar de resolver cuestiones preliminares formuladas por las defensas y dará paso al voto de los siete magistrados, que configurará la sentencia. EFE/Joédson AlvesMinistros do TSE Gilmar Mendes e Herman Benjamin travam debates calorosos durante julgamento da chapa Dilma-Temer

Em interrupção à leitura do voto do ministro Herman Benjamin nesta sexta-feira (9), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes ironizou indiretamente o uso de “fita sem perícia”. Benjamin lia as justificativas do voto em que pede a cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer por abuso econômico e crimes eleitorais na eleição presidencial de 2014.

A referência de Mendes refere-se à gravação, por Joesley Batista, da conversa com o presidente Michel Temer no Palácio do Jaburu, que ensejou a abertura de investigação contra o peemedebista por obstrução à Justiça, corrupção passiva e organização criminosa.

O pedido de inquérito feito pelo procurador-geral Rodrigo Janot foi aceito pelo ministro do STF Edson Fachin. O áudio da conversa entre Joesley e Temer ainda passa por perícia da Polícia Federal após ser questionado pela defesa do presidente Temer.

Durante a leitura de seu voto, o relator Herman Benjamin citou “cálculo matemático” do seu par Luiz Fux de que a leitura do relatório completo demoraria 14 horas.

“O ministro Fux está muito feliz porque eu não estou lendo esses documentos todos. Ele está controlando cada página, sr. presidente. Ele fez um cálculo matemático e eu não confio muito, porque (o cálculo) não foi periciado, no que ele disse. Mas o cálculo diz que eu levaria 14 horas…”

“Perícia vale”, interrompeu Gilmar Mendes. “Como?”, questionou Herman.

“Agora até fita sem perícia vale”.

“Vejam que ele (Mendes) estava calmo até agora”, respondeu Herman Benjamin, olhando para a plateia, que caiu no riso. “(Mendes) não havia mencionado fatos que eu não quero sequer mencionar”.

Em seguida, Fux interrompeu a referência e voltou a pedir agilidade para Herman ler seu relatório. Luiz Fux disse que se anima a cada página que Herman passa “porque todos vão conseguir votar”.

Acompanhe o julgamento ao vivo abaixo: