AGU não apresenta exame de Covid-19 de Bolsonaro à Justiça

O órgão enviou relatórios médicos que declaram que o presidente testou negativo para Covid-19. A AGU também pediu a extinção do processo

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2020 13h56
Gabriel Biló/Estadão ConteúdoJair Bolsonaro é o atual presidente da República do Brasil

A Advocacia-Geral da União (AGU) afirmou nesta quinta-feira (30) que apresentou à Justiça Federal de São Paulo um relatório médico da coordenação de saúde da Presidência afirmando que o presidente Jair Bolsonaro testou negativo para Covid-19.

A determinação da Justiça, no entanto, era pela apresentação do exame para detecção do coronavírus – as informações foram solicitas através de um processo em que o jornal O Estado de S. Paulo pede acesso aos laudos médicos do presidente sobre Covid-19.

Em nota, a AGU alega que o “relatório médico emitido em 18 de março de 2020 pela Coordenação de Saúde da Presidência da República, no qual é atestado que o presidente da República é monitorado pela respectiva equipe médica, encontrando-se assintomático, tendo, inclusive, realizado exame para detecção da covid-19, nos dias 12 e 17 de março, com o referido exame dando não reagente (negativo)”.

O órgão também pede a extinção do processo após a apresentação dos relatórios. “Tendo em vista a juntada do relatório aos autos do processo, a AGU requer a extinção do processo”.

Na última semana, a Justiça Federal de São Paulo deu 48 horas para Bolsonaro apresentar os exames realizados para detecção de coronavírus.

Ao comentar o fato, Bolsonaro afirmou, na manhã desta quinta, que se sentiria “violado” caso precisasse apresentar seus exames e completou: “Eu não minto”.