Além de 770 kg de ouro, criminosos também levaram joias e esmeraldas em roubo em Guarulhos

  • Por Jovem Pan
  • 06/08/2019 18h06
ReproduçãoCarga seria levada para Dubai, Índia, Suíça e Nova York

Os delegados responsáveis pelas investigações do roubo milionário no terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, Pedro Ivo Corrêa e Rogério Luís Marques, afirmaram em coletiva no Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) nesta terça-feira (6) que não foram levados somente 718,9 kg de ouro, como havia sido dito anteriormente.

Segundo eles, tinham ainda mais 51 kg de ouro (totalizando 770 kg), 15 kg de esmeralda (equivalentes a 25 mil dólares), 18 relógios e um colar de 94 mil reais. Os 51 kg de ouro tinham como destino Dubai, nos Emirados Árabes, as esmeraldas iriam para a Índia e os relógios e colares, da marca Louis Vuitton, para a Suíça. Da carga de 718,9 kg de ouro, a maior parte seria transportada para Nova York, nos Estados Unidos.

De acordo com a polícia, ao menos 14 pessoas estão envolvidas no roubo. Os criminosos podem pegar mais de 20 anos de prisão pelos crimes de roubo, organização criminosa, extorsão mediante sequestro e uso de documentos falsos. O esquema já havia sido planejado outras vezes: pelo menos uma em março e outra dias antes de 25 de julho, quando ocorreu.

Nesta segunda-feira (5), a Justiça decretou a prisão preventiva de seis suspeitos de participação no crime. Quatro deles já foram presos e dois estão foragidos. Foram detidos: Peterson Brasil, Peterson Patrício, Celio Dias e Marcelo Ferraz (apelidado de Capim). Seguem foragidos Francisco Teotonio da Silva Pasqualine e Joselito de Souza.

Polícia diz que não tem certeza se ouro apreendido com chinês está relacionado

Na tarde de ontem, a polícia prendeu na região da avenida Paulista, em São Paulo, um homem com 1,1 kg de ouro, dividido em 10 barras. A suspeita era que o material fizesse parte do roubo de Guarulhos, o que não foi confirmado pelos delegados.

Segundo Marques, “não dá para ter certeza se o ouro apreendido com o chinês está relacionado ao ouro levado do aeroporto”. Ele passou por audiência de custódia, mas segue preso.

* Informações da repórter Natacha Mazzaro