Ali Kamel rebate Demori: ‘A Globo fez matérias sobre todas as publicações do Intercept’

  • Por Jovem Pan
  • 27/06/2019 19h51
Leandro Demori, editor do site "The Intercept", participou do "Pânico" nesta quinta

Ali Kamel, diretor de Jornalismo da Rede Globo, enviou um comunicado à Jovem Pan nesta quinta-feira (27) em que rebateu algumas informações concedidas mais cedo por Leandro Demori, editor do site “The Intercept“, durante participação no Pânico.

No programa, o jornalista afirmou que “a rede Globo nunca cita o ‘Intercept’, o que é uma coisa totalmente antiética”. Segundo Kamel, no entanto, a afirmação é “mentirosa”.

“Essa afirmação é mentirosa, como podem testemunhar os milhões de espectadores da TV Globo. A TV Globo, desde o primeiro dia, sempre citou o ‘Intercept’ ao se referir aos diálogos atribuídos ao então juiz Sergio Moro e aos procuradores da Lava Jato. Sempre. E com todas as letras. E fez matérias sobre todas as publicações a respeito de tema”, diz a nota.

Ainda em sua participação no Pânico, Demori disse que a Globo, ao ser procurada por ele e sua equipe, “nunca respondeu” se havia algum veto na emissora em trabalhar com o site.

“Nós não falamos que material era, porque a gente também não queria que isso vazasse de uma forma irresponsável e nós queríamos saber: existe um veto de vocês pra trabalharem com ‘Intercept’? A depender da resposta, se a resposta é ‘existe’ então tá, beleza, tchau, a gente não vai falar que material e vamos procurar outro parceiro. ‘Não, não existe’, então, a partir do momento que não existe, a gente vai contar pra vocês que material que a gente tem. Essa resposta nunca veio. Essa resposta nunca aconteceu”, declarou o jornalista.

“Isso não é verdade. Glenn Greenwald ouviu três vezes na redação do ‘Fantástico’ que nada havia contra o ‘Intercept’. Mas o site queria o compromisso de que a Globo publicaria o assunto mesmo sem saber antes qual era, de maneira irrevogável. O tal cheque em branco a que me referi na primeira carta. Veículos sérios não passam cheques em branco”, responde Kamel no comunicado.