Aluno suspeito de matar coordenador em Valparaíso de Goiás é apreendido pela Polícia

Júlio Cesar foi atingido por dois disparos, um nas costas enquanto corria e outro a curta distância

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2019 13h46
ReproduçãoO adolescente, que não teve o nome identificado, fugiu após cometer o crime na última terça-feira (30)

A Polícia Civil apreendeu nesta quarta-feira (1º) o estudante de 17 anos suspeito de matar o coordenador da Escola Estadual Céu Azul, em Valparaíso de Goiás, no entorno do DF. Júlio Cesar Barroso de Sousa, de 41 anos, foi morto após uma discussão na escola, segundo aponta a investigação.

De acordo com o delegado regional, Rogério Moreira, “o menor alega que foi um momento de fúria, com a professora e depois o professor, mas não tem justificativa nenhuma. Foi um ato covarde”. A afirmação foi dada ao portal G1.

O adolescente, que não teve o nome identificado, fugiu após cometer o crime na última terça-feira (30). Ele foi apreendido nesta tarde na casa de um parente em Novo Gama a cerca de 10 quilômetros de Valparaíso de Goiás.

De acordo com a investigação, o aluno teve uma discussão com uma professora por assuntos disciplinares. O coordenador Júlio Cesar interveio e afirmou que transferiria o adolescente, que o ameaçou. À tarde, o aluno voltou à escola e atirou contra o coordenador.

Júlio Cesar foi atingido por dois disparos, um nas costas enquanto corria e outro a curta distância. O coordenador estava na sala dos professores no momento do ataque. Ao ser atingido nas costas, de acordo com o delegado, o professor caiu, e o adolescente efetuou mais um disparo a curta distância.

A Polícia alega que o estudante possui antecedente por ato infracional análogo a roubo, mas não há registro de outras confusões na escola em que estudava.

As aulas no colégio estão suspensas até sexta-feira (03).