Angra 1 ficará desligada por 37 dias para reabastecimento

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2020 13h38
Divulgação Divulgação As paradas são programadas com pelo menos um ano de antecedência e ocorrem, aproximadamente, a cada 12 meses

A Usina Nuclear Angra 1 iniciará, à meia-noite de sábado (11), uma parada programada que deve durar 37 dias. Segundo a Eletronuclear, estatal que opera a usina, durante a parada será realizado o reabastecimento de cerca de um terço do combustível que alimenta o reator.

As paradas são programadas com pelo menos um ano de antecedência e ocorrem, aproximadamente, a cada 12 meses.

Além do reabastecimento, serão realizadas atividades que requerem que a usina esteja desligada, como: a manutenção periódica e a instalação de modificações de projeto e trabalhos de inspeção — incluindo o levantamento de dados com o objetivo de estender a vida útil de Angra 1.

Ao todo, devem ser cumpridas 4.354 tarefas nos dias sem geração de energia elétrica, o que vai contar com 1,2 mil profissionais de empresas nacionais e estrangeiras contratadas pela Eletronuclear. O grupo inclui 102 trabalhadores estrangeiros.

O desligamento programado da usina ocorre em comum acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que vai demandar a energia gerada em outras usinas interligadas no sistema para garantir o abastecimento nos locais atendidos pela usina.

*Com informações da Agência Brasil