Anvisa discute medidas de reforço para o coronavírus com empresas de cruzeiro brasileiras

  • Por Jovem Pan
  • 18/02/2020 21h22
EFEUma das medidas de prevenção é a veiculação de avisos sonoros com orientações para que os passageiros lavem as mãos e fiquem atentos aos sintomas da doença

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e as empresas de cruzeiros marítimos que atuam no Brasil discutiram nesta terça-feira (18) medidas de reforço para a saúde dos passageiros em razão do risco do novo coronavírus.

A chefe do Porto de Santos e a coordenadora de infraestrutura e meios de transportes em portos orientaram as empresas sobre procedimentos que devem ser adotados por causa do Covid-19. Uma das medidas de prevenção é a veiculação de avisos sonoros com orientações para que os passageiros lavem as mãos e fiquem atentos aos sintomas da doença.

Outro assunto abordado foi sobre os procedimentos caso haja casos suspeitos. Nestas situações, cabe à Anvisa avaliar as informações com a equipe médica de bordo e definir junto à vigilância epidemiológica o descarte da possível ocorrência ou o encaminhamento do caso a ser investigado. Algumas medidas podem ser adotadas, como alocar o passageiro em quarto privativo ou o desembarque para atendimento médico.

Desde 2009, a Anvisa conta com o Programa Nacional de Vigilância em Saúde em Navios de Cruzeiro, e todas as embarcações que circulam no Brasil são inspecionados pela agência e monitoradas ao longo da temporada.