Ao menos 25 pessoas são ‘picadas’ com agulhas de seringa durante Carnaval de Pernambuco

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2019 13h25
PixabayAs informações foram dadas por meio de nota da Secretaria Estadual de Saúde nesta quarta-feira (06)

Já são, pelo menos, 25 casos de pessoas atendidas no Hospital Correia Picanço, no bairro de Tamarineira, na zona norte do Recife (PE), que relataram terem sido agredidas com seringas de agulhas durante o Carnaval.

As informações foram dadas por meio de nota da Secretaria Estadual de Saúde nesta quarta-feira (06). Ontem (05), uma primeira nota dava conta de que desde sábado (02) dez pessoas tinham sido atendidas na unidade.

As pessoas atingidas por seringas receberam medicamentos contra doenças infectocontagiosas.

De acordo com o diretor do Hospital, Thiago Ferraz, dos 25 casos até o momento, 15 envolvem mulheres entre 17 e 46 anos. As pessoas apresentavam lesões na pele, braços, ombros e costas. Segundo as vítimas, as agressões ocorreram no desfile do Galo da Madrugada no Bairro do Recife, em Olinda e na região metropolitana.

Os maiores riscos são de transmissão de HIV e hepatites virais.

Ainda por meio de nota, a Secretaria de Saúde ressaltou que os pacientes foram liberados após o atendimento e que foram medicados para prevenção contra o vírus HIV.