Após conseguir HC, Dirceu lançará livro em bairro boêmio do RJ

  • Por Jovem Pan
  • 24/08/2018 13h13
Estadão ConteúdoCom a decisão, Dirceu permanecerá em liberdade até que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) analise o recurso adequado para reavaliar a pena

O ex-ministro José Dirceu, condenado a 30 anos e 9 meses de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa, lançará seu livro de memórias no dia 4 de agosto, no Circo Voador, no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro. Dirceu usou o tempo na Penitenciária da Papuda, em Brasília, para escrever a publicação.

Apesar da condenação, o ex-ministro conseguiu um habeas corpus – por 3 votos a 2 – no Supremo Tribunal Federal (STF), na última terça-feira (21). A decisão foi tomada a partir de um recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o habeas corpus protocolado pela defesa de Dirceu. Reafirmaram voto pela soltura o relator, Dias Toffoli, e os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Com a decisão, Dirceu permanecerá em liberdade até que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) analise o recurso adequado para reavaliar a pena.

Há cerca de dois meses, no final de junho, Dirceu divulgou um vídeo para falar sobre a publicação. Segundo o ex-ministro, o livro de memórias foi escrito “durante anos de prisão injusta”.

Ainda no vídeo, Dirceu relembra os tempos de militância. “Rememoro nossas lutas, parte de nossas vidas, da construção do PT, da luta contra a ditadura, das diretas, do impeachment. E relembro também meus anos em Cuba, meus anos na clandestinidade e toda a luta que fizemos por um Brasil melhor, para levar Lula à Presidência. Faço uma reflexão sobre nossas vitórias, que foram muitas, mas também sobre nossas derrotas”, disse, lembrando que fará um segundo volume do livro, já que o primeiro limita a narrativa no processo do mensalão, em 2006.