Após declaração polêmica de advogado, Vale diz que ‘não autorizou ninguém’ a falar em nome da empresa

  • Por Jovem Pan
  • 28/01/2019 15h17
Yuri Edmundo/EFEEmpresa alegou que "continuará contribuindo para as investigações" da tragédia em Brumadinho

A assessoria de imprensa da Vale divulgou um comunicado no início da tarde desta segunda-feira (28) afirmando que “não autorizou terceiros, inclusive advogados contratados, a falar em nome da empresa” nesse momento. “A Vale volta a ressaltar, de forma enfática, que permanecerá contribuindo com todas as investigações para a apuração dos fatos e que esse é o foco de sua diretoria, juntamente com o apoio às famílias atingidas”, disse a nota.

Pouco antes, o advogado Sergio Bermudes, um dos principais defensores contratados, havia dito que a empresa “não vê responsabilidade” no rompimento da barragem em Brumadinho. “A Vale não vê responsabilidade. Nem por dolo, que é infração intencional da lei, nem por culpa, que é a infração da lei por imperícia, imprudência ou negligência. Ela atribui o acontecido a um caso fortuito que ela está apurando ainda.”

Na última sexta-feira (25), a barragem B1 da Mina Córrego do Feijão se rompeu, fazendo um mar de lama destruir toda a região. A barragem pertence à Vale, mineradora que já foi alvo de três bloqueios da Justiça, no total de R$ 11 bilhões, para auxiliar na reparação de danos.