Após estupro de menina de 11 anos, Ceará proíbe visita de crianças em cadeias

  • Por Jovem Pan
  • 15/10/2018 17h59
ReproduçãoO crime ocorreu no Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne (Cepis)

Um caso de estupro chocou o estado do Ceará neste fim de semana. Além de ter sido cometido contra uma menina de 11 anos de idade, aconteceu dentro de um presídio. Por conta do crime, a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) local resolveu suspender, até nova deliberação, as visitas de crianças.

O crime ocorreu no Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne (Cepis) em Itaitinga, na região metropolitana de Fortaleza. A garota foi violentada por um preso durante o horário de visitas (entre 9h e 16h). Ela estava acompanhada da mãe e visitaria o pai, detido na unidade.

Quando a mulher percebeu a ausência da menina, acionou os agentes, que a encontraram após a consumação do crime. O criminoso – que estava preso por estupro de vulnerável – foi transferido para outra penitenciária, cuja localização não foi divulgada.

*Com informações do Estadão Conteúdo