Após ser flagrado com dinheiro acima do permitido, Cabral ficará 10 dias sem TV e sem visita

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2018 12h46
CASSIANO ROSÁRIO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOEssa não é a primeira vez que Cabral é enviado para o isolamento

Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro e preso na Operação Calicute – desdobramento da Operação Lava Jato -, ficará dez dias sem televisão e sem receber visitas em Bangu 8, no Complexo de Gericinó, onde está recluso. Durante inspeção realizada nas celas do presídio, Cabral foi flagrado com uma quantidade de dinheiro acima do permitido pela sistema carcerário do Rio.

Além do ex-governador, Aurenildo Campos Casanova, outro detento, também foi autuado pela mesma infração após ação da Corregedoria da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) na manhã desta terça-feira (9), em conjunto com o Ministério Público (MP).

Essa não é a primeira vez que Cabral é enviado para o isolamento. Em julho deste ano, durante uma inspeção do Ministério Público Estadual (MPE), o promotor André Guilherme pediu para que os presos abaixassem a cabeça e olhassem para frente. O ex-governador se recusou e disse que a medida não era necessária. Por isso, foi mandado para a solitária. Além de Cabral, estavam presos na mesma ala, Wilson Carlos, Felipe Picciani, Edson Albertassi e Paulo Mello.

No começo deste ano, em janeiro, Cabral foi retirado do presídio de Benfica e enviado para um no Paraná, após ser denunciado de que estava recebendo regalias na prisão. Depois de três meses no sul do país, em abril, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a ida de Cabral para o presídio de Bangu 8.