Após votar, Marcelo Freixo diz que eleição ainda está indefinida no Rio

  • Por Estadão Conteúdo
  • 30/10/2016 11h44
RJ - ELEIÇÕES/SEGUNDO TURNO/RIO/MARCELO FREIXO - POLÍTICA - O candidato a prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo (PSOL), vota no Clube Paissandu, no Leblon, zona sul da cidade, no segundo turno das eleições municipais, neste domingo, 30. 30/10/2016 - Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO Marcelo Freixo vota no Rio

O candidato do PSOL à Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, votou há pouco no clube Paissandu, no Leblon, zona sul da cidade. Ele estava acompanhado pela mulher Priscilla Soares e a filha Isadora.

Freixo foi recebido por companheiros de partido, como a candidata a vice-prefeita Luciana Boiteux, o deputado federal Chico Alencar, o deputado estadual Eliomar Coelho e a vereadora eleita Marielle Franco, aos gritos de “Vamos virar, Freixo!”.

Na chegada, o candidato disse que a eleição no segundo turno do Rio está indefinida e pediu que aqueles que pretendem anular seus votos “venham para o 50” (número de sua candidatura). “Agora é fazer um apelo para que esse voto nulo, esse voto indeciso vire para o 50 e não permita que a obscuridade da política tome conta do Rio”, declarou Marcelo Freixo.

Duas pesquisas divulgadas no sábado (29) mostram que Freixo permanece em segundo lugar nas intenções de voto, mas diminuiu substancialmente a diferença em relação ao líder Marcelo Crivella, do PRB.