Aprovação da reforma da Previdência vai permitir a criação de 8 milhões de empregos formais, diz Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2019 18h46
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDOPresidente defendeu projeto de mudança nas aposentadorias em publicação feita em rede social

O presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu na noite desta segunda-feira (11) a proposta de emenda à Constituição (PEC) que reforma a Previdência. Segundo ele, o projeto vai permitir a criação de 8 milhões de novas vagas de trabalho formais.

“Estima-se que com a aprovação da Nova Previdência serão criados 8 milhões de novos empregos formais, além de garantir os benefícios dos atuais aposentados e aliviar os mais pobres, que pagarão ainda menos do que pagam hoje”, escreveu, no Twitter.

O documento foi entregue em fevereiro ao Congresso Nacional e será discutido, inicialmente, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Depois, será apreciada em colegiado especial, antes de ser votada em plenário (caso aprovada).

“A Nova Previdência define a aposentadoria de políticos nos padrões do INSS [Instituto Nacional do Seguro Social], inclui militares e servidores, é mais justa, igualitária e preserva os direitos do trabalhador”, afirmou o presidente.

Na verdade, a proposta apresentada pelo governo não inclui militares, o que tem sido motivo de críticas mesmo de apoiadores. À Jovem Pan, o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, disse que esse projeto específico deve ser enviado até 20 de março.