Aos 92 anos, artista plástico Abraham Palatnik morre vítima da Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2020 13h12 - Atualizado em 09/05/2020 13h24
DENISE ANDRADE/ESTADÃO CONTEÚDO Palatnik estava internado no Hospital CopaStar, em Copacabana, na zona sul do Rio, desde o dia 29 de abril

O artista plástico Abraham Palatnik morreu neste sábado (9) vítima da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Ele tinha 92 anos e vivia no Rio de Janeiro.

Palatnik estava internado no Hospital CopaStar, em Copacabana, na zona sul do Rio, desde o dia 29 de abril. Segundo relatos, ele sofria com problemas respiratórios que teriam sido agravados pela infecção causada pelo coronavírus.

Em nota publicada neste sábado, o Hospital CopaStar lamentou a morte de Abraham Palatinik e informou que “não tem autorização da família para divulgar mais detalhes”.

História

Abraham Palatnik nasceu em Natal, Rio Grande do Norte, em 1928, mas se mudou ainda pequeno para a Palestina com a família. Em 1948, o artista retornou ao país e, por volta de 1949, iniciou seus estudos no campo da luz e do movimento, que resultaram no Aparelho Cinecromático, exposto em 1951, na 1ª Bienal Internacional de São Paulo.