Autor do PL do Aborto diz não abrir mão do texto, mas admite ajustes

Sóstenes Cavalcante falou com jornalistas na manhã desta quarta-feira (19); deputados contra o texto não se manifestaram durante discurso

  • Por Tamyres Sbrile
  • 19/06/2024 14h30 - Atualizado em 19/06/2024 18h19
Reprodução/Instagram/@sostenescavalcante Sóstenes Cavalcante Sóstemes discursou para a imprensa nesta quarta-feira (19)

Durante entrevista para jornalistas nesta quarta-feira (19), o deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), que é o autor do projeto de lei Antiaborto por Estupro, informou que o texto poderá sofrer ajustes, mas também pontuou “não abrir mão” da cerne da proposta. Durante a conversa, que contou com a participação de parlamentares favoráveis ao texto, nenhum dos deputados que são contra a PL falaram. Sóstenes também falou sobre a criação de uma comissão para averiguar o texto para dar mais tempo para amadurecer o tema na Câmara.”O projeto pode ser amadurecido. Contribuições para enfrentar os estupradores com mais pena, estamos dispostos a cumprir e [fazer] ajustes no texto. Nunca vi um projeto de lei entrar nesta Casa [Câmara] e sair na segunda Casa [Senado] igual entrou”, disse. O deputado já havia afirmado de que defenderia o aumento da pena do crime de estupro para 30 anos e inclusive, sinalizou que isso poderia estar no texto. “Nós vamos ainda aprimorar todos os âmbitos que forem necessários. Mas não abriremos mão do cerne do projeto, que é defender a vida (sic) do pequeno bebê. Isso é prioridade para todos nós”, disse.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.