Barco com imigrantes africanos é resgatado na costa do Maranhão

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2018 13h50
Divulgação/Governo-MAGrupo de imigrantes africanos estava há 35 dias à deriva em alto mar

Pescadores resgataram 27 pessoas que estavam em um barco à deriva na região de São José de Ribamar-MA. De acordo com a capitania dos Portos, o grupo é formado por imigrantes do Senegal, Nigéria e Guiana. Dois brasileiros também estavam na embarcação que estaria há 35 dias em alto mar.

Em nota, o Governo do Estado do Maranhão confirma que o grupo apresentava quadro de desidratação e foi levado para atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município. Em seguida, foi encaminhado para o ginásio Costa Rodrigues, onde recebeu abrigo e alimentação.

A Polícia Federal deve investigar se há algum indício de crime contra o grupo, além de analisar a situação jurídica dos imigrantes no Brasil.

Confira a íntegra do comunicado:

“O Governo do Maranhão informa que montou uma operação conjunta com a Polícia Federal e Marinha do Brasil, com apoio da Prefeitura de São José de Ribamar, para receber grupo, em sua maioria formado por estrangeiros, resgatado por barco pesqueiro em alto-mar:

No grupo de 27 pessoas, há 2 brasileiros. O restante é composto por estrangeiros de origens distintas. Até o momento, foram identificadas cinco nacionalidades: Senegal, Nigéria, Guiné, Serra Leoa e Cabo Verde. Eles desembarcaram no Cais do município de São José de Ribamar na noite deste sábado (19).

As primeiras providências foram tomadas ainda no Cais de São José de Ribamar, onde foram realizados os primeiros atendimentos médicos e servidas refeições. A equipe multidisciplinar do Centro Estadual de Apoio às Vítimas (Ceav) também esteve prestando apoio psicológico.

A Polícia Federal está averiguando possíveis ocorrências de crimes praticados contra o grupo, relacionados a sua vinda ao Brasil. A PF também avalia a situação jurídica dos mesmos no país.

Os 25 estrangeiros e 2 brasileiros resgatados pela Marinha foram atendidos na Unidade de Pronto Atendimento do Araçagi, na madrugada deste domingo (20), apresentando quadro de desidratação.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) comunica que, após medicados e avaliados pela equipe multiprofissional da unidade, foram liberados e encaminhados para o Ginásio Costa Rodrigues, onde seguem assistidos pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), em caráter temporário, até que os procedimentos realizados pela Polícia Federal sejam finalizados.

Por fim, a SES informa que uma equipe do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) realizará o acompanhamento dessas pessoas”.