Bolsonaro ‘desautoriza’ informações sobre criação de nova CPMF

  • 02/11/2018 10h03 - Atualizado em 02/11/2018 10h09
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoSegundo jornal, equipe econômica de Bolsonaro estaria estudando a criação de novo imposto

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) “desautorizou” informações de que sua equipe estaria estudando a criação de impostos, em mensagem publicada nesta sexta-feira (2) no Twitter. Segundo reportagem de O Globo, o novo governo teria a pretensão de taxar movimentações financeiras nos mesmos moldes da antiga CPMF.

“Desautorizo informações prestadas junto à mídia por qualquer grupo intitulado ‘equipe de Bolsonaro’ especulando sobre os mais variados assuntos, tais como CPMF, previdência etc”, escreveu capitão reformado do Exército na rede social. A contribuição sobre movimentação financeira existiu de 1997 a 2007.

O texto publicado nesta sexta pelo jornal fluminense relata que o objetivo da equipe econômica de Bolsonaro, com a recriação do imposto, seria substituir a contribuição ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) recolhida pelas empresas sobre os salários. A medida poderia, assim, fomentar a geração de empregos.

*Com informações do Estadão Conteúdo