Bolsonaro diz que Guaidó não sofreu derrota ao tentar derrubar Maduro

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2019 12h25
Alan Santos/Presidência da RepúblicaLíder opositor havia afirmado ter apoio militar para derrubar o regime de Nicolás Maduro, mas ainda não obteve êxito

Em entrevista coletiva na manhã desta quarta (1), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que “não tem derrota nenhuma” no levante iniciado nesta terça por Juan Guaidó na Venezuela. O líder opositor havia afirmado ter apoio militar para derrubar o regime de Nicolás Maduro, mas ainda não obteve êxito.

“Existe uma fissura que cada vez mais se aproxima da cúpula das Forças Armadas, o que pode fazer o governo ruir”, afirmou Bolsonaro sobre a crise no país vizinho. “Não tem derrota nenhuma, até elogio o espírito patriótico e democrático de Guaidó por lutar pela liberdade em seu país”.

Após as declarações de Guaidó, a Venezuela teve todo o resto do dia de ontem marcado por enfrentamentos entre forças do governo e da oposição, tendo como ponto mais grave o atropelamento de civis por um blindado da Guarda Nacional.

Mesmo com as movimentações intensas, no entanto, ainda há incertezas sobre a queda do regime chavista nos próximos dias. Presidentes de países como Estados Unidos, Argentina e Brasil apoiam Guaidó e estimularam outras nações a fazer o mesmo.

Nesta manhã, Bolsonaro reuniu os ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) no prédio da Defesa para discutir a situação venezuelana.

Durante a entrevista que deu após o encontro, o presidente também comentou a possibilidade de uso do território brasileiro para ações militares dos Estados Unidos contra Maduro. “Por enquanto, não há nenhum contato nesse sentido”, disse. “Se acontecer, eu reunirei o conselho de defesa e consultarei o Parlamento.”