Bolsonaro diz que PF vai facilitar quem quiser ter armas em casa: ‘A PF está sob o meu comando’

  • Por Jovem Pan
  • 18/06/2019 21h35
Roberto Vazquez/Estadão ConteúdoO texto que pede a suspensão do decreto foi aprovado por 47 votos a 28 no Senado e agora segue para a Câmara

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (18) o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que pede a suspensão do decreto do presidente Jair Bolsonaro que flexibilizou o porte de armas no Brasil. Apesar disso, Bolsonaro declarou, nesta noite, que irá determinar ao ministro da Justiça, Sergio Moro, que a Polícia Federal não dificulte quem quiser ter armas em casa.

O texto foi aprovado por 47 votos a 28 e segue agora para a Câmara dos Deputados.

“A Polícia Federal está sob meu comando. No Brasil, o grande reclamo do pessoal do passado era que a PF, na questão de efetiva necessidade, tinha dificuldade… Eu, como presidente, isso vai ser atenuado, porque vou determinar junto ao ministro Sergio Moro, que tem a PF abaixo dele, para a gente não driblar, e não dificultar quem quer, porventura, ter arma em casa”, afirmou.

O presidente voltou a dizer que seu governo quer que o “legítimo direito de defesa” seja “exercido por todos aqui no Brasil” e repetiu que não está descumprindo a lei, mas respeitando a decisão da população, que, em 2005, optou pelo direito de comprar armas e munições em um referendo.

“Tenho conversado com os senadores e tem aquele pessoal de esquerda que é sempre contra, né? Toda boa ditadura é precedida de desarmamento. O povo da Venezuela não teve como reagir. Se tivesse, não estaria acontecendo tudo aquilo.”

* Com informações do Estadão Conteúdo