Bolsonaro indicará próximo PGR até dia 12; Dodge pode permanecer no cargo

  • Por Jovem Pan
  • 07/08/2019 11h00
Alan Santos/PRNomes citados pelo presidente não compõe lista tríplice do MPF

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou, nesta quarta-feira (7), que deve indicar o futuro Procurador-Geral da República (PGR) até a próxima segunda-feira (12). Ele citou o nome do subprocurador Augusto Aras e da própria Raquel Dodge, atualmente no cargo, mas disse que “todo mundo está no radar”.

“Eu acredito, no máximo até segunda-feira [indicar], até para dar tempo de conversar, fazer sabatina [no Senado Federal], de modo que, quando Raquel [Dodge] saindo, ou caso ela seja reconduzida, já esteja tudo resolvido”, declarou o presidente.

Perguntado se Aras era o favorito, Bolsonaro respondeu que o nome “está no radar”. “Todo mundo está no radar”, completou, ao ser questionado sobre outros nomes e se havia se encontrado com outros candidatos ao cargo.

O mandato de Dodge termina no dia 17 de setembro e o Ministério Público Federalenviou sua lista tríplice: o subprocurador-geral da República Mário Bonsaglia, a subprocuradora-geral Luiza Frischeisen e o procurador regional da República Blal Dalloul foram indicados, em uma eleição que contou com 82,5% da categoria.

O chefe do Executivo não tem a obrigação de escolher um dos três nomes mais votados pela associação de procuradores, mas isso vem ocorrendo tradicionalmente desde 2003.

*Com Estadão Conteúdo