‘Bolsonaro não foi descortês com Greta’, diz porta-voz da Presidência

O presidente Jair Bolsonaro chamou a ativista sueca de 16 anos de ‘pirralha’ nesta terça-feira (10)

  • Por Jovem Pan
  • 10/12/2019 17h36
Wilson Dias/Agência BrasilPorta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, comentou nesta terça-feira (10) a declaração do presidente Jair Bolsonaro em que chamou a ativista Greta Thunberg, de 16 anos, de “pirralha”. Mais cedo, em fala no Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que era “impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí”.

A declaração de Bolsonaro ocorre após a ativista contra os efeitos das mudanças climáticas ter afirmado, neste domingo (8), que os povos indígenas do Brasil estão sendo assassinados por proteger as florestas.

Para o porta-voz, contudo, a fala do presidente não foi inadequada. “Sob ponto de vista gramatical, presidente não foi inadequado ou descortês com Greta”, disse.

Ele justificou fazendo referência à definição gramatical da palavra. “Onde que o presidente foi inadequado ou descortês com Greta? Ela é uma pirralha: é uma pessoa de pequena estatura e é uma criança”, declarou. Depois da crítica do presidente, Greta alterou sua descrição no Twitter para “pirralha”.

Agenda

Ainda de acordo com o porta-voz, a agenda do presidente Bolsonaro em Salvador, na Bahia, prevista para quinta (12) foi cancelada. A presença do presidente era prevista para cerimônia de entrega de parte das obras de reforma do aeroporto da cidade, mas houve um “ajuste de agenda”.

A nova agenda de quinta inclui a ida de Bolsonaro para evento no Rio de Janeiro, no Instituto Militar de Engenharia (IME), às 20h. “Ele comparecerá em evento para a entrega de espadas.”

Antes da cerimônia militar, o presidente cumpre agenda em Palmas, no Tocantins, para encontro com prefeitos, vereadores e senadores do Estado, já remarcado outras duas vezes.

*Com informações do Estadão Conteúdo