Bolsonaro oficializa proposta que consolida autonomia do Banco Central

  • Por Jovem Pan
  • 11/04/2019 16h39
Charles Sholl/Futura Press/FolhapressAção se enquadra em um dos compromissos defendidos pelo presidente durante a campanha eleitoral

Como uma das medidas propostas para os cem dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro anunciou, nesta quinta-feira (11), em seu Twitter, que foi oficializada a proposta que consolida a autonomia do Banco Central. A ação se enquadra em um dos compromissos defendidos pelo presidente durante a campanha eleitoral de “seguir o modelo vigente em economias avançadas”.

O projeto altera a forma de indicação dos dirigentes de instituições financeiras. No caso do Banco Central, o presidente do BC perde o status de ministro e passa a haver um mandato fixo para o presidente e para os diretores das instituições. A justificativa é que a autonomia do BC incentivará o aumento da produtividade nacional e da eficiência econômica. Segundo texto do projeto, será assegurada a “autonomia operacional e técnica para cumprir as metas de inflação definidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN)”.