Bolsonaro promete projeto que ‘trará mais dinheiro do que a reforma da Previdência’

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2019 15h20 - Atualizado em 22/05/2019 15h21
ReproduçãoSem dar muitos detalhes, o presidente falou que o novo projeto será apresentado em breve a deputados e senadores

O presidente Jair Bolsonaro participou, nesta quarta-feira (22), de um encontro com integrantes da bancada do Nordeste no Congresso. Ele defendeu, novamente, a aprovação da reforma da Previdência e prometeu outra proposta que, segundo ele, deve trazer arrecadação maior do que a primeira.

Sem dar muitos detalhes, Bolsonaro falou que o novo projeto será apresentado em breve a deputados e senadores. “Um projeto que, com todo o respeito ao Paulo Guedes, a previsão de nós termos dinheiro em caixa é maior do que a reforma da Previdência em dez anos”, assegurou.

Ele afirmou ainda, sem citar nomes, que alguns ministros não têm o devido tato político, o que gera “alguns imprevistos” para o governo, mas que espera ter “harmonia” para mudar a situação do Brasil.

“É um governo que se inicia, temos muita vontade de acertar, temos bons ministros. Alguns não têm o devido tato político. Têm a questão técnica, mas não têm a questão política e, em consequência disso, acontecem alguns imprevistos. Mas todos nós estamos focados no futuro do nosso Brasil. Nós temos potencial para atingirmos o nosso objetivo”, disse.

Primeira viagem ao Nordeste

O presidente se colocou à disposição para ouvir e ajudar os deputados e senadores e lembrou que planeja se reunir, nesta sexta-feira (24), em Pernambuco, com governadores no Nordeste. “Não temos problemas para buscar não medir esforços para atendê-los naquilo que for possível”, garantiu. “O somatório de vocês é muito maior do que os governadores. Então essa opinião, esse saber onde o calo aperta com mais particularidade em cada Estado, isso nos leva pra lá com uma base maior”, completou.

A reunião ocorre na mesma semana em que o presidente fará a primeira viagem ao Nordeste, para entregar casas populares e anunciar mais verbas para obras de infraestrutura. É nessa região que o presidente registra as piores avaliações – para 40% dos nordestinos, o governo é ruim ou péssimo, conforme o Ibope.

Bolsonaro afirmou também que o governo quer levar adiante propostas de aumento de arrecadação, e não de aumento de impostos. “Não podemos falar em criar impostos. Ninguém aguenta mais essa questão.”

Ele disse que ouviu apelos de parlamentares sobre situações críticas nos municípios, mas que “estão todos no mesmo barco”. “Não existe presidente, governadores e prefeitos. Praticamente está todo mundo nesse mesmo barco. A nossa despesa nessa rubrica é enorme. E devemos, sem fazer injustiça, corrigir aqui as distorções e os privilégios (na Previdência). E, assim sendo, nós temos certeza de que investimentos chegarão em nosso Brasil.”

* Com informações do Estadão Conteúdo