Bolsonaro quer apresentar proposta de mudança do sistema de votação

  • Por Jovem Pan
  • 09/12/2018 10h42
Rafael Carvalho/Governo de TransiçãoJair Bolsonaro participou de encerramento da Cúpula Conservadora das Américas

Jair Bolsonaro participou, por teleconferência, do encerramento da Cúpula Conservadora das Américas, que aconteceu neste sábado (8), em Foz do Iguaçu. Durante o seu discurso, o presidente eleito afirmou que pretende votar, ainda no primeiro semeste, mudanças no sistema eleitoral.

“Nós pretendemos votar no primeiro semestre uma boa proposta de mudança do sistema de votação no Brasil. Porque eu e muitos entendem que nós conseguimos a vitória porque tínhamos muitos, mas muitos mais votos do que eles. E tivemos uma situação parecida, de um certo equilíbrio”, afirmou, falando novamente em fraude nas urnas.

De acordo com as urnas apuradas, o capitão reformado do exército teve 57.797.847 de votos, contra 47.040.906 de votos de Fernando Haddad (PT).

Bolsonaro reforçou que “entende o apoio e a preocupação do Tribunal Superior Eleitoral, que dizia que não tem o que se preocupar”, mas fez ressalva: “Na verdade nós temos que nos preocupar”.

O futuro presidente ainda lembrou da facada que levou de Adélio Bispo durante a campanha eleitoral e disse que as investigações estão em curso, mas que “há um aparelhamento de todas as instituições no Brasil”.

Bolsonaro fez duras críticas ao PT e analisou o momento atual: “Ou mudamos o Brasil agora, de verdade, ou o PT volta, com muito mais força do que tinha até o final do governo Dilma Rousseff“.

“O que está ou jogo não está o sucesso ou fracasso do meu governo, mas, sim, o sucesso ou o fracasso do Brasil”, concluiu.