Bolsonaro recua e diz que vai exonerar Santini após readmissão

  • Por Jovem Pan
  • 30/01/2020 08h10
Reprodução/TwitterBolsonaro tornou a demissão de Santini publica após descobrir que o ex-funcionário utilizou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai exonerar Vicente Santini do cargo de assessor especial de relacionamento externo da Casa Civil — cargo dado ele um dia após ter sido demitido do cargo de secretário executivo na mesma pasta.

Bolsonaro tornou a demissão de Santini publica após descobrir que o ex-funcionário utilizou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar de Davos, na Suíça, para a Índia — onde se encontrou com o presidente da República.

A declaração foi dada na manhã desta quinta-feira (30) pelo Twitter.

No mesmo anúncio, Jair Bolsonaro afirma que Fernando Wansscheer — o responsável pela readmissão — também será retirado do cargo. Ele era secretário-executivo interino da Casa Civil.

O presidente também afirmou que vai transferir a Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Casa Civil para a pasta da Economia. A decisão reduz, ainda mais, o poder do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e fortalece o ministro Paulo Guedes — que terá mais poder sobre o programa de concessões e privatizações.